Skip links

Por que marketing de conteúdo? 4 motivos para apostar nessa estratégia

Você deve conhecer o Guia Michelin, mas o que você não sabe é que se trata de uma das maiores cases de marketing de conteúdo. Sim, essa estratégia é muito antiga. Com o surgimento da internet e redes sociais se tornou algo essencial para empresas que não querem ficar para trás.

Mesmo com muitos anos de “vida”, o marketing de conteúdo (quando bem feito) tem o poder de se reinventar e se adequar a várias situações diferente do marketing tradicional. O motivo? Enquanto um leva algo a mais, o outro só quer vender; e nos dias atuais, os consumidores querem muito mais do que serem persuadidos a comprar algo; eles desejam conteúdo, se conectar com a marca e aquela ferramenta importante, que muitas empresas esquecem: a empatia.

Além do mais, enquanto o marketing tradicional trabalha com poucos meios, o marketing de conteúdo se torna flexível. A estratégia pode desenvolver um guia de restaurantes – assim como o Guia Michelin -, ou criar um canal no Youtube. Com a internet, o que não faltam são redes sociais e plataformas para levar algo relevante para os consumidores.

Em tese, o marketing de conteúdo faz uma troca com o consumidor. Ao oferecer um conteúdo atrativo, ganha em troca pessoas engajadas com a marca e fiéis consumidores.

Motivo nº1: se você não quiser ficar para trás, você aposta no marketing de conteúdo

Não é preciso se prolongar muito nesse tópico, para você ter a consciência que vender não é tão simples quanto antes. Os hábitos de consumo mudaram e as pessoas estão mais conscientes do que compram e de quem compram.

O marketing de conteúdo trabalha exatamente para que a marca seja encontrada facilmente pelos consumidores, e por meio dos conteúdos consegue levá-los a se identificarem com a marca e ter a certeza que vale comprar o produto ou serviço que você oferece. Além do mais, a flexibilidade do marketing de conteúdo permite que seja feito conteúdos em novos meios que surgem o tempo todo.

Motivo nº2: para vender é preciso entender o que vende

Nesse tópico, vamos a um exemplo prático. Imagine que a sua empresa venda tênis, e possui um blog que fala tudo relacionado ao modelo ideal para cada esporte, e também outros assuntos relacionados a esse segmento. Quais as chances das pessoas acreditarem no que você vende?

Ser autoridade no que você vende é imprescindível nos dias de hoje, como falamos anteriormente os consumidores estão mais exigentes. Quanto mais domínio você mostrar no que vende, maior o número de pessoas que vão confiar em comprar o seu produto ou serviço.

Motivo nº3: para quem quer ficar longe das crises

Pode não parecer, mas o marketing de conteúdo ajuda a sua empresa a manter uma boa imagem, evitando ou amenizando momentos de crise. O conteúdo cria uma relação com o seu público alvo, construindo uma credibilidade para a sua marca.

Mesmo que algo aconteça, a estratégia fará que aquele momento seja contornado, e até transforme algo negativo em positivo.

Motivo nº4: não deixe os seus clientes desamparados

Informações são o que as pessoas buscam antes de comprar algo, elas querem saber tudo sobre o produto ou serviço. Por meio do conteúdo, você dá exatamente isso a elas.

Mostrando o funcionamento do seu produto ou serviço, e explicando nos detalhes porque elas devem investir naquilo. Como o exemplo da marca de tênis, se alguém está buscando um tênis para corridas, e encontra em seu blog todas as informações sobre o tênis e como usá-lo, as suas chances de engajar com esse consumidor se torna bem maior. Isso entra na questão da empatia, mostrar que a marca se preocupa em não oferecer só um produto e serviço, e sim todos os detalhes que o público precisa.

Dica valiosa:

O marketing de conteúdo pode ser trabalhado com vários meios, e por esse motivo você não deve se apegar a algo, e sim testar. Talvez, para a sua empresa vale as mídias sociais, e para outras o blog, o podcast, os vídeos. Cada marca tem a sua personalidade, e cada uma se adaptará a melhor ferramenta para essa estratégia! Busque a ajuda de quem entende de verdade sobre o assunto.

Novo cliente da MVP, Qorners, aposta em nova tendência do mercado imobiliário!

Novo cliente da MVP, Qorners, aposta em nova tendência do mercado imobiliário!

Você sabia que uma das novas tendências do mercado é a locação de espaços? Com diferentes objetivos, pessoas estão disponibilizando áreas que não estão sendo utilizadas para quem tem interesse em tirar suas ideias do papel. A nova cliente da MVP Comunicação é a Qorners, empresa que chegou para inovar essa nova tendência do mercado! [...]

Quer receber mais conteúdos como esse?

Por que marketing de conteúdo? 4 motivos para apostar nessa estratégia

Você deve conhecer o Guia Michelin, mas o que você não sabe é que se trata de uma das maiores cases de marketing de conteúdo. Sim, essa estratégia é muito antiga. Com o surgimento da internet e redes sociais se tornou algo essencial para empresas que não querem ficar para trás.

Mesmo com muitos anos de “vida”, o marketing de conteúdo (quando bem feito) tem o poder de se reinventar e se adequar a várias situações diferente do marketing tradicional. O motivo? Enquanto um leva algo a mais, o outro só quer vender; e nos dias atuais, os consumidores querem muito mais do que serem persuadidos a comprar algo; eles desejam conteúdo, se conectar com a marca e aquela ferramenta importante, que muitas empresas esquecem: a empatia.

Além do mais, enquanto o marketing tradicional trabalha com poucos meios, o marketing de conteúdo se torna flexível. A estratégia pode desenvolver um guia de restaurantes – assim como o Guia Michelin -, ou criar um canal no Youtube. Com a internet, o que não faltam são redes sociais e plataformas para levar algo relevante para os consumidores.

Em tese, o marketing de conteúdo faz uma troca com o consumidor. Ao oferecer um conteúdo atrativo, ganha em troca pessoas engajadas com a marca e fiéis consumidores.

Motivo nº1: se você não quiser ficar para trás, você aposta no marketing de conteúdo

Não é preciso se prolongar muito nesse tópico, para você ter a consciência que vender não é tão simples quanto antes. Os hábitos de consumo mudaram e as pessoas estão mais conscientes do que compram e de quem compram.

O marketing de conteúdo trabalha exatamente para que a marca seja encontrada facilmente pelos consumidores, e por meio dos conteúdos consegue levá-los a se identificarem com a marca e ter a certeza que vale comprar o produto ou serviço que você oferece. Além do mais, a flexibilidade do marketing de conteúdo permite que seja feito conteúdos em novos meios que surgem o tempo todo.

Motivo nº2: para vender é preciso entender o que vende

Nesse tópico, vamos a um exemplo prático. Imagine que a sua empresa venda tênis, e possui um blog que fala tudo relacionado ao modelo ideal para cada esporte, e também outros assuntos relacionados a esse segmento. Quais as chances das pessoas acreditarem no que você vende?

Ser autoridade no que você vende é imprescindível nos dias de hoje, como falamos anteriormente os consumidores estão mais exigentes. Quanto mais domínio você mostrar no que vende, maior o número de pessoas que vão confiar em comprar o seu produto ou serviço.

Motivo nº3: para quem quer ficar longe das crises

Pode não parecer, mas o marketing de conteúdo ajuda a sua empresa a manter uma boa imagem, evitando ou amenizando momentos de crise. O conteúdo cria uma relação com o seu público alvo, construindo uma credibilidade para a sua marca.

Mesmo que algo aconteça, a estratégia fará que aquele momento seja contornado, e até transforme algo negativo em positivo.

Motivo nº4: não deixe os seus clientes desamparados

Informações são o que as pessoas buscam antes de comprar algo, elas querem saber tudo sobre o produto ou serviço. Por meio do conteúdo, você dá exatamente isso a elas.

Mostrando o funcionamento do seu produto ou serviço, e explicando nos detalhes porque elas devem investir naquilo. Como o exemplo da marca de tênis, se alguém está buscando um tênis para corridas, e encontra em seu blog todas as informações sobre o tênis e como usá-lo, as suas chances de engajar com esse consumidor se torna bem maior. Isso entra na questão da empatia, mostrar que a marca se preocupa em não oferecer só um produto e serviço, e sim todos os detalhes que o público precisa.

Dica valiosa:

O marketing de conteúdo pode ser trabalhado com vários meios, e por esse motivo você não deve se apegar a algo, e sim testar. Talvez, para a sua empresa vale as mídias sociais, e para outras o blog, o podcast, os vídeos. Cada marca tem a sua personalidade, e cada uma se adaptará a melhor ferramenta para essa estratégia! Busque a ajuda de quem entende de verdade sobre o assunto.

Quer receber mais conteúdos como esse?